André Marques, o próprio.

André Marques, o próprio.
André Marques, o próprio.

terça-feira, 25 de março de 2014

O prazer do silêncio

Admiro o silêncio. Considero-o um bom amigo. Presente. Fiel. Admiro as palavras ditas no calor de um olhar. Confesso-me ao silêncio, e absorvo a paz, o maior fruto. Porque o melhor da vida faz-se entre dois corpos silenciados pelo sentimento do prazer.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Google+ Followers