André Marques, o próprio.

André Marques, o próprio.
André Marques, o próprio.

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

As palavras soltas

As palavras secretas que soltamos. A língua gasta de tanto nos beijarmos. As mãos cansadas de tanto nos tocarmos. Como uma música enciumada. O corpo quente de tanto nos entregarmos. Como uma vela que queima impiedosamente. As frases feitas que reproduzimos. Como livros que lemos de um trago só. Tudo aquilo que fazemos, sem propósito algum, que é assim que funcionamos, de forma inconsciente; a forma mais pura de sermos felizes.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Google+ Followers